Sunday, April 09, 2006

My Umber is very Raw


Dabbing in Oils. There is nothing quite as sweet as the smell of something new. Except for the odour of turpentine, of course. :)

7 comments:

ines said...

hey, a terbentina cheira lindamente!
e está mto fixe.
e depois fazes retratos com isso. completar o conhecimento que já tens e tal..

Julius Fucik said...

Tens que fazer outro daqueles que me fizeste na festa mas a óleo... Estou com desvios aristocrtas.

Abraço. Desculpa a ausência, mas isto tem estado uma roda-viva

OMWO said...

J: Estás a tentar induzir-me em actividades subversivas? :)

I,J: Ainda não faço retratos a óleo, mas em breve....:)

I: Helás, a minha terebentina é inodora :p

OMWO said...

Eu divirto-me com estas longas listas catastrofistas (note-se que de um certo ponto de vista até o H2O é um produto quimico letal - em excesso nas vias respiratórias mata por afogamento :)):

"TEREBENTINA
Estado físico:
É um liquido incolor ou ligeiramente amarelado de cheiro adocicado e característico.
É praticamente insolúvel em água, mas mistura-se com numerosos solventes orgânicos. É bom dissolvente das gorduras, cêras e resinas.

Aplicações:
- Em trabalhos de pintura e envernizamento;
- Em produtos de conservação;
- Na indústria de produtos farmacêuticos;
- Na indústria de perfumes;
- Na fabricação de borrachas sintéticas.

Riscos gerais:
É inflamável e forma misturas explosivas com o ar.
Os produtos oxidantes reagem fortemente sob a sua acção.

Vias de penetração:
- Vias respiratórias.
- Absorção perentânea.

Riscos para a saúde:
Os vapores da terebentina provocam irritações nas mucosas oculares e respiratórias.
Em concentração elevada, os vapores podem provocar perturbações nervosas (convulsões, perturbações do equilíbrio) e atingir os rins, provocando a albuminúria e hematúria.
Nas crianças, a absorção através da pele é origem de perturbações urinárias .
A sua ingestão acidental pode provocar intoxicações graves, em particular nas crianças, provocando manifestações encefalitícas comatosas, perturbações digestivas, cardio-respiratórias e urinárias.

Medidas de prevenção e segurança:
Devem ser armazenadas em locais ventilados, ao abrigo de qualquer fonte de ignição, calor e de produtos oxidantes.
O solo deverá ser impermeabilizado e em forma de cuvete de retenção estanque de modo que em caso de fractura o líquido não derrame para fora.
A instalação eléctrica deverá obedecer às normas estabelecidas para atmosferas explosivas.
Os recipientes deverão ser cuidadosamente fechados e etiquetados.
Nos locais de trabalho deverão ser instalados sistemas de ventilação que permitam a captação dos vapores na fonte, em particular quando o produto é utilizado a quente.
O meio ambiente deverá ser controlado periodicamente ( à altura das vias respiratórias dos trabalhadores).
Reduzir ao máximo as possibilidades de libertação dos vapores do solvente para o ambiente dos locais de trabalho.
Secando as peças em estufas ventiladas e transvasando os produtos que contêm terebentina por aspiração ou ao ar livre.
Conservar os resíduos impregnados de essência de terebentina em recipientes metálicos fechados e estanques.
Não manter nos locais de trabalho mais do que a quantidade de solvente necessária para um dia de trabalho.
Quando do transvasamento ou utilização do produto, não utilizar ar ou oxigénio comprimido.
Não encher com terebentina as garrafas que se utilizam para encher com bebidas.
Usar luvas ou cremes protectores quando do uso deste produto.
Colocar à disposição dos trabalhadores dispositivos de protecção das vias respiratórias.

Primeiros socorros:
Não afectar trabalhadores com afecções cutâneas ou renais a postos expostos à acção da terebentina .
Lavar imediata e abundantemente, em caso de projecções oculares. Nos casos de contacto com a pele lavar imediatamente com água e sabão a parte do corpo atingida, bem como o vestuário contaminado.
No caso de inalação, se houver paragem respiratória , retirar o trabalhador da zona poluída e iniciar o mais rapidamente possível, exercício de reanimação.
Se houver ingestão acidental e apenas se o trabalhador estiver perfeitamente consciente, tentar fazê-lo vomitar até que chegue o médico, que deverá ser chamado imediatamente."

chinozuquita said...

Desculpa, não devo ter feito as coisas como deve de ser. mas bem vou repetir-me: parece que não vai ser necessario ensinar o menino a pintar. Não convém ficares com tiques meus a nível de pintura...basta o sotaque madeirense. Amitaf

Anonymous said...

"fazê-lo vomitar até que chegue o médico"?

não será demasiado? :)

OMWO said...

Mais vale prevenir que remediar!
(adoro estes ditados populares)